Tudobox

Nefrite - Glomerulonefrite

Conheça mais sobre a nefrite em suas formas aguda e crônica, as causas, sintomas e tratamento.

A nefrite, que antigamente recebia o nome de nefroflegmasia, é como se chama a inflamação dos rins. A doença responde por metade dos problemas renais atualmente.

A origem da nefrite está na eventualidade de uma substância estranha adentrar a circulação e ser transportada até os sistemas de defesa do organismo. Nosso corpo então desencadeará a produção de um anticorpo para combater o agente intruso. Esse anticorpo, ligado ao agente, irá circular pelo organismo podendo causar inflamações nos tecidos em que se depositar. Se os tecidos afetados forem os glomérulos renais a lesão receberá o nome de glomerulonefrite.

Existem tipos diferentes de nefrite de acordo com seu nível de gravidade. A nefrite aguda é caracterizada pela tendência de melhora expontânea. Já a nefrite crônica causa uma lesão progressiva nos rins.

A forma será aguda no início da doença, havendo uma redução na quantidade de urina, que apresentará mudança de cor, ficando mais escura e causando sensação de queimação ao urinar. Outro possível sintoma é a falta de ar e tosse por congestão de líquido nos pulmões e um aumento da pressão arterial.

A nefrite aguda geralmente é causada por uma infecção recente na garganta ou na pele, embora possa ser desencadeada por outras infecções bacterianas ou virais.

Já a nefrite crônica pode aparecer depois de uma fase silenciosa da nefrite aguda, que pode durar anos. Isso ocorre porque nesse tempo há lesões progressivas nos rins.

Ao se manifestar, a nefrite crônica terá sintomas como sangue ou proteína na urina, hipertensão arterial, inchaço das pernas. Se a perda da função renal for importante, haverá perda de apetite, náuseas e vômitos, fadiga, dificuldade para dormir, pele seca e câimbras.

O tratamento da nefrite aguda causada por bactérias envolve a prescrição de antibióticos, controle da ingestão de água e sal e repouso do paciente. Após, é tratada a inflamação e reduzida a concentração do anticorpo que lesiona o rim. Havendo lesões crônicas, será feito um tratamento visando impedir o avanço do problema.

----------
Atenção! Este artigo trata de assuntos relacionados a saúde. As informações aqui contidas possuem caráter preliminar, genérico e educacional, não substituindo de nenhuma forma as orientações de seu médico. Você não deve se determinar pelos dados aqui contidos. Consulte sempre um profissional e siga o tratamento por ele prescrito.










Redes Sociais






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Editorial | Política de Privacidade | Contato