Tudobox

Porque, Por que, Porquê e Por quê

Importantes dicas de gramática sobre os usos do porquê.

O uso dos porquês é bastante polêmico, sendo responsável por uma grande quantidade de erros de redação. Passamos a demonstrar, por meio de exemplos, qual a aplicação correta de cada um dos "porquês":

1) Por que
Usa-se quando equivale a "pelo qual" ou suas variações:
É difícil a situação por que passamos.

Quando equivale a por que motivo, por que razão:
Não sei por que você fez isso.

Quando equivale a por qual:
Não sei por que estrada eles seguiram.

Quando equivale a para que:
Estava ansioso por que ela voltasse logo.

E, finalmente, em frases interrogativas:
Por que não vais?

2) Por quê
Semelhante ao anterior, mas usado no final da frase:
Não soube explicar por quê.

Ou antes de uma pausa:
Você fez isso por quê, meu amigo?

3) Porque
Usado quando é conjunção causal, explicativa ou final:
Venha, porque fazemos questão de sua presença.

4) Porquê
Trata-se de um substantivo (o porquê), equivalente a "o motivo", "a causa":
Ninguém sabe o porquê disso tudo.







Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Editorial | Política de Privacidade | Contato