Tudobox

Faça seu Orçamento Doméstico

Garanta sua estabilidade financeira uma planilha de orçamento familiar.

Um dos caminhos para se alcançar sonhos e realizar objetivos, ou mesmo manter uma rotina tranqüila, é elaborar um Orçamento Doméstico.

O orçamento doméstico vai garantir não apenas uma forma de alcançar objetivos a médio e longo prazo, mas também a formação de uma reserva capaz de suprir eventualidades.

Os benefícios de se fazer um orçamento doméstico são:

• Planejamento futuro;
• Melhor visão da situação financeira familiar;
• Equilíbrio entre receitas e despesas;
• Controle mais apurado sobre o consumo;
• Menor risco de inadimplência e dívidas.

Dito isso, veja como fazer seu orçamento doméstico:

• Liste e descreva em uma folha todas as despesas fixas e variáveis do mês;
• Liste e descreva em outra coluna todos os seus rendimentos;
• Some os itens das duas colunas e compare o total das despesas com os ganhos.

Se na planilha as despesas superarem os rendimentos, isso significa que você está em déficit, e precisa rever seu modo de vida. O objetivo é fazer com que o saldo seja positivo, de modo que você possa poupar uma determinada quantia mensalmente.

Assim, se a conta estiver empatada ou com saldo negativo, você deve reduzir despesas imediatamente. Observe a sua lista. Nas despesas variáveis, corte o que não for essencial. Nas despesas fixas, como energia e telefone, reduza o consumo. Todos os familiares devem participar da redução de custos.

Uma vez que você tenha feito seu orçamento, algumas dicas podem ajudá-lo a manter as finanças em dia:

• Muito cuidado com cheques pós-datados (vulgo pré-datado). Faça um rígido controle das finanças futuras para evitam que voltem sem fundos;
• Não utilize o limite do cheque especial, pois se o fizer pagará taxas muito elevadas. Caso não haja alternativa, tenha prioridade máxima na quitação dessa dívida;
• Pague suas contas até a data de vencimento. Os atrasos resultam em multas e juros que devem ser evitados sempre que possível;
• Ao fazer compras, pesquise os preços. As diferenças podem ser substanciais;
• Prefira acumular dinheiro para depois comprar à vista do que comprar a prestação assumindo juros;
• O dinheiro que sobrar no final do mês, se não houverem dívidas a serem quitadas, deverá ser aplicado na poupança ou em fundos de investimento.

Seguindo essas dicas você terá um melhor controle do seu orçamento e conseguirá uma vida financeira mais saudável e estável.










Redes Sociais






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Editorial | Política de Privacidade | Contato